Quando o design marca encontro com um raio de luz

SERIP LIGHTING EXHIBITION HALL: Vencedor do American Architecture Prize - AAP 2017
Categoria Design de Interiores 

A paixão pela marca Serip

Cui Shu, interior designer nascido nos anos 80, representa os ícones da sua geração: rebeldia, individuação e rigor. O fundador da CUN Design é apaixonado pela marca Serip e confessa que as formas irregulares da marca de iluminação portuguesa o remetem ao mundo encantado de Alice no País das Maravilhas.
O design orgânico das peças Serip vai além das regras e combina perfeitamente com os estilos contemporâneo, clássico ou minimalista. Cui Shu, afirma abertamente que se apaixonou pela forma como a marca transmite sentimentos únicos através da utilização de formatos que refletem o toque humano inerente à produção artesanal das peças Serip.

O processo de design thinking

Na opinião do designer, um bom design deve ser customizado e não uma réplica de algo concebido para outro espaço. Cada espaço tem sua personalidade e caráter capazes de serem percebidos e absorvidos ao entrar nele.
Ao chegarem ao local em Maquanying, em Pequim, Cui Shu e sua equipa deparam-se com um prédio sem características específicas e identificáveis que, segundo o designer, não estavam em condições de representar uma marca.
Cui Shu encontrou a personalidade do lugar - separando os espaços dia e noite, usando uma fenda de luz para marcar as áreas em branco e preto, onde as duas cores se opõem e se unem ao mesmo tempo.

O jogo de luzes

Depois de algumas combinações, os limites das duas cores alinham-se com a fenda de luz, atingindo um estado de perfeição, o que permite a apresentação dos encantadores efeitos que as peças da Serip podem obter tanto de dia como de noite.
Um pedaço de vidro apresenta maior contraste num espaço escuro, permitindo-nos apreciar todas as refrações de luz. No entanto, algumas peças, devido ao design e dimensão ganham mais expressão em fundos brancos. Um candeeiro pode exibir diferentes efeitos durante o dia e também durante a noite.
Para a equipa do estúdio CUN Design, a Serip representa o romantismo digno de um conto de fadas. E agora, em um único espaço, as peças ganham o merecido destaque.
O design de um showroom é a criação de um espaço expositivo que deve estabelecer a melhor relação entre pessoas, peças e espaço.

O toque final

O design de um showroom é a criação de um espaço de exposição que deve estabelecer a melhor relação entre as pessoas, as peças e o espaço. Na opinião de Cui Shu, um bom design comercial deverá servir os negócios, e não apenas ser agradável à vista ou responder a um desejo expresso do designer. Assim, apenas quando os candeeiros são comprados pelo cliente neste espaço, o design prova a sua função.
“Um bom design cria um bom espaço e um bom espaço cria um bom valor.”

Inscreva-se na nossa Newsletter

Junte-se à nossa newsletter para receber as últimas atualizações