A exposição histórica onde a Serip lançou a coleção VOA

Euroluce 2019

Depois de uma semana em Milão a marca portuguesa regressou a Lisboa com o coração cheio de amor, foi sem dúvida uma semana memorável com uma enorme afluência ao nosso espaço, com um conceito inspirado no jogo das sombras e luzes, com a presença das coleções mais icônicas, bem como novos designs personalizados. O destaque foi a mais nova coleção da marca: VOA, abriu as suas asas pela primeira vez nesta marcante exposição.

A coleção Voa

A coleção Voa é inspirada na espécie de andorinhas conhecida como “Hirundo Rustica”, que apresenta espetaculares ballets onde pintam os céus como bailarinas. Os seus corpos afunilados são também um ícone português, que traduz a nossa alma em movimentos e formas. As configurações inconfundíveis que executam, permitem que esta coleção singular crie belas composições visuais. Em suspensão ou nas paredes, criam um jogo dramático de sombras e luz. Além disso, também podem ficar alinhadas, lado a lado, como que em galhos de árvores texturadas, criando contrastes extraordinários com as formas suaves e fluidas dos seus corpos.

A beleza poética da natureza

A beleza poética da natureza envolveu os diferentes designs expostos neste espaço como Folio, Nenufar ou Coral, aliados à bela sonoridade composta por Victor Zamora, um conhecido pianista e compositor cubano que encheu o espaço com uma atmosfera mágica.
Serip apresentou as novas composições e os novos designs num reinado poético onde as suas formas escultóricas inspiradas na natureza foram eternizadas como sempre pela utilização de materiais soberbos como o vidro e o bronze.
Peças onde o tamanho e as formas impressionam e onde a escolha dos materiais eleva a estética numa exploração profunda da beleza impecável encontrada na natureza.
Se você não teve a oportunidade de visitar Milão em 2019, dê uma olhada no vídeo da nossa presença!

Inscreva-se na nossa Newsletter

Junte-se à nossa newsletter para receber as últimas atualizações